24 de agosto de 2007

29 de agosto: Dia de Combate ao Tabagismo

Fumo provoca prejuízos e mata milhões

O Dia de Combate ao Tabagismo, celebrado hoje em todo o país e tema de campanha da Santa Casa de Maceió veiculada em coletivos de Maceió, será marcado por diversos eventos e manifestações de alerta sobre os perigos do fumo. Além de grave risco para os fumantes, o tabaco provoca verdadeiros prejuízos aos cofres públicos.
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) e do Ministério da Saúde, o dinheiro gasto anualmente com exames, internações e medicamentos, decorrentes do hábito de fumar, é suficiente para construir quinze hospitais.
O tabaco causa prejuízos de mais de 200 bilhões de dólares ao ano no mundo. No Egito, o custo anual do tratamento de doenças vinculadas ao tabagismo chega a 545 milhões de dólares e na China a 6,5 bilhões de dólares, segundo os últimos números disponíveis pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Tem mais. O tabaco é o único produto legal que causa a morte da metade de seus usuários regulares. Isto significa que de 1,3 bilhão de fumantes no mundo, 650 milhões vão morrer prematuramente por causa do cigarro, diz a OMS.
O futuro não é nada animador para os fumantes, tanto ativos quanto passivos, e isso inclui filhos de pais que fumam. O consumo de tabaco porá fim prematuramente à vida de dez milhões de pessoas até 2020, caso a tendência atual continue.
Na China os dados assemelham-se a uma guerra civil. Mais de um milhão de pessoas, num universo de 350 milhões de fumantes, morrem vítimas do tabagismo a cada ano na China e, segundo a OMS, este número poderia chegar a três milhões em 2050.

24 de agosto de 2007