20 de agosto de 2007

Cigarro esconde substâncias como solventes, agrotóxicos e formol

Na semana que antecede o Dia de Combate ao Tabagismo (29 de agosto), a Santa Casa vem publicando uma série de reportagens sobre os perigos do tabaco. Nas linhas a seguir veja o que provoca alguns dos mais de 4.730 produtos tóxicos contidos no cigarro, dentre eles estão a nicotina, o alcatrão, agrotóxicos, substâncias radioativas, metais pesados e monóxido de carbono.
A decisão de fumar é de cada um, mas, antes por um cigarro na boca, é interessante estar bem informado sobre o que se esconde nas entranhas do produto e é jogado direto na boca, esôfago, pulmão e circulação sanguínea, dentre outras partes do corpo. Com informações do INCA (Instituto Nacional do Câncer).
Composição do cigarro

Nicotina.
É a causadora do vício;

Benzopireno.
Substância que facilita a combustão existente no papel que envolve o fumo;

Substâncias radioativas.
Como o polônio 210 e carbono 14;

Agrotóxicos.
Como o DDT;

Solventes.
Como o benzeno;

Metais pesados.
Como chumbo e o cádmio. Um cigarro contém de 1 a 2 mg, concentrando-se no fígado, rins e pulmões, tendo meia-vida de 10 a 30 anos, o que leva a perda de capacidade ventilatória dos pulmões, além de causar dispnéia, enfisema, fibrose pulmonar, hipertensão, câncer nos pulmões, próstata, rins e estômago;

Níquel e arsênico. Armazenam-se no fígado e rins, coração, pulmões, ossos e dentes, resultando em gangrena dos pés, causando danos ao miocárdio etc;

Amônia.
Utilizado em limpadores de banheiro;

Formol.
Componente de cadáver;

Monóxido de carbono.
É o mesmo gás que sai dos escapamentos de automóveis, e como tem mais afinidade com a hemoglobina do sangue do que o próprio oxigênio, toma o lugar do oxigênio, deixando o corpo do fumante – ativo ou passivo – totalmente intoxicado;

E mais de 4.700 substâncias com cerca de 700 cancerígenas.

20 de agosto de 2007