27 de fevereiro de 2008

Videoconferência da Rede Sentinela discute sistema de acreditação americano

O auditório do Centro de Estudos da Santa Casa de Maceió sediou, ontem, mais uma videoconferência semanal da Rede Sentinela, irradiada ao vivo do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A enfermeira Carla Patrícia Amaral Carvalho Denser, do Hospital Israelita Albert Einstein, ministrou a palestra “Acreditação e Joint Comission: as bases do sistema e as vantagens e difi-culdades para a implantação”.
Em sua palestra, Carla Patrícia falou sobre o sistema de acreditação (certificação) da entidade americana Joint Commission, que trabalha nesta área desde 1953, sendo a principal agência de a-creditação em saúde dos Estados Unidos, atuando também em mais de 40 países.
Dentre outros tópicos, Carla Patrícia destacou itens observados pelos técnicos da ong impor-tantes para a certificação, como infra-estrutura do ambiente assistencial, direitos do paciente, trata-mento do paciente, prontuário do paciente, manutenção dos equipamentos, treinamento dos recursos humanos, gerenciamento de catástrofes, controle de infecção hospitalar dentre outros.
Conforme explicou a gerente de Risco e Infecção Hospitalar, a Rede Sentinela visa a obtenção de informação ou notificação de eventos relacionados a produtos de saúde, assim como a melhoria da qualidade de serviços hospitalares oferecidos à população. O Hospital Universitário e a Santa Casa de Maceió são os dois únicos Hospitais Sentinela integrantes da rede em Alagoas.
As videoconferências do Programa Sentinelas em Ação estão no ar desde maio de 2007 e des-tinam-se aos profissionais da Rede Sentinela que trabalham com gerenciamento de riscos em saúde e uso racional de tecnologias nessas instituições. O programa é uma iniciativa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Dos 188 hospitais que integram a rede, 85 estão cadastrados para receber as transmissões em tempo real geradas a partir do Hospital Sírio Libanês. Os participantes podem enviar perguntas por meio de chat; e todos os programas ficam disponíveis para consulta em uma videoteca.
A coordenadora de Vigilância em Serviços Sentinela da Anvisa, dra. Clarice Alegre Petramale, em visita à Santa Casa de Maceió no ano passado, ressaltou que as ferramentas de ensino a distân-cia são importantes aliadas para fomentar a educação continuada na Rede Sentinela.
As videoconferências ocorrem todas as terças-feiras das 11h às 12h no Centro de Estudos da Santa Casa de Maceió.

27 de fevereiro de 2008