1 de abril de 2008

Inca prevê 20 novos casos de câncer para cada grupo de 100 mil mulheres em 2008

O Projeto Mama nasceu como uma resposta aos alarmantes números que cercam o câncer de mama no Brasil e em Alagoas. Conforme frisou o oncologista Marcos Davi, numa breve apresentação aos participantes do primeiro encontro do Projeto Mama, enquanto os casos de câncer de colo uterino tem diminuído, o de mama tem aumentado progressivamente.
Somente em janeiro, o Centro de Oncologia da Santa Casa de Maceió registrou 430 mulheres em tratamento de quimioterapia, sem contar as pacientes do Instituto de Radioterapia, as que estão fazendo revisão (acompanhamento), em pós-cirúrgico ou na fase de diagnóstico.
Os números não param por aí. O Instituto Nacional do Câncer prevê para este ano, no Nordeste, a deteccão de 51,7 novos casos de câncer para cada grupo de 100 mil mulheres. Em Alagoas, essa previsão é de 20,5 novos casos. “O auto-exame, as consultas regulares ao ginecologista e o conhecimento do próprio corpo ainda são as principais armas das mulheres para prevenir a doença”, comentou a psicóloga Júnia Vaz.
Fátima Canuto, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, ong que organiza o Projeto Mama junto com o Serviço de Oncologia, programou o próximo encontro para o dia 28 de abril, das 8h às 11h, no próprio Centro de Estudos da Santa Casa de Maceió. O evento – previsto para ocorrer sempre na última segunda-feira do mês – é aberto, gratuito e na próxima edição será coordenado por médicos oncologistas da instituição. Mais informações: (82) 2123-6037.

1 de abril de 2008