11 de agosto de 2017

Curso de Emergências Clínico-Cirúrgicas começa nesta sexta (11) em Maceió

No período de 11 de agosto a 01 de setembro a capital alagoana receberá alguns dos principais nomes da Medicina brasileira na 32ª edição do Curso de Emergências Clínico-Cirúrgicas.

Sob a coordenação geral do professor Ricardo Nogueira, com a chancela da Universidade Federal de Alagoas e apoio da Santa Casa de Maceió, o curso capacita médicos e acadêmicos para atuar em prontos-socorros, unidades de emergência e urgência, além de atualizar profissionais que atuam no Programa Saúde da Família (PSF).

“Constitui o mais antigo e tradicional congresso de emergências do Brasil. Realizado ininterruptamente há mais de três décadas, já qualificou mais de quatro mil profissionais”, acrescentou Ricardo Nogueira, ressaltando a presença de 100% dos palestrantes em todos esses anos.

“Cerca de 70% dos médicos recém-formados são admitidos em unidades de emergência. Daí necessitarem de rigoroso treinamento prévio, a fim de tomarem atitudes adequadas em curtíssimo espaço de tempo”, acrescentou o professor Nogueira.

Na programação estão confirmados nomes como o do presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, o professor doutor Antônio Carlos Lopes (Faculdade de Medicina da UNIFESP); o cirurgião torácico José Jesus Camargo, pioneiro no transplante de pulmão inter-vivos; e o neurocirurgião Ricardo Ramina, chefe do Serviço de Neurocirurgia do Instituto de Neurologia de Curitiba.

Na programação consta ainda a professora doutora Ana Cláudia Arantes, renomada geriatra da USP e especialista em cuidados paliativos pela Universidade Oxford; o cirurgião emergencista Newton Djin Mori (Faculdade de Medicina da USP); e neurocirurgião oncológico Guilherme Lepski (Hospital das Clínicas de São Paulo);

A lista prossegue com o médico intensivista Fernando Tallo (UNIFESP), presidente da Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência; o cirurgião cardiovascular Richard Cabral (Instituto do Coração/USP); cirurgião cardíaco Alexandre Ciappina Hueb (INCOR e do Hospital das Clínicas de SP); e a ginecologista Cristina Kallar Hueb, da Santa Casa de São Paulo.

Segundo a gerente de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Maceió, Maria Alayde Mendonça Rivera, “o curso é uma oportunidade única de atualização para os profissionais, de formação para os estudantes e de capacitação em emergência para todos”.

“A organização e a elevada qualificação dos palestrantes, muitos dos quais de renome internacional, são a marca do curso de emergências clínico-cirúrgicas”, disse a cardiologista Alayde Rivera.

O curso destaca-se pela parte prática: suporte básico de vida do adulto (com massagem cardíaca, uso de desfibrilador, entubação); suporte de vida pediátrico; treinamento em instrumentação, paramentação e escovação; técnicas de sutura e drenagem de abscesso entre outros.

Um simulado com múltiplas vítimas, realizado pelo Corpo de Bombeiros, treinará os participantes do curso, sempre com supervisão.

Todos os congressistas são avaliados diariamente por meio de questões projetadas no telão, o que estimula a concentração nas aulas.

11 de agosto de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *