9 de março de 2018

Entre os seis piores inimigos do coração, quatro têm relação direta com a alimentação

Você sabia que o coração possui sete inimigos capitais? E que as doenças cardiovasculares respondem por 30% dos óbitos de homens e mulheres no Brasil? E mais: que a principal causa de mortes de mulheres no mundo não é o câncer de mama, mas as doenças cardiovasculares? E que tabagismo e o uso de anticoncepcionais agravam o problema?

Visando alertar a sociedade e as mulheres para os perigos que rondam o coração, a Santa Casa de Maceió aderiu esta semana à campanha “Go Red For Women” (use vermelho pelas mulheres), que visa levar informação sobre os sete inimigos do coração. Esses fatores de risco podem levar ao infarto do miocárdio e ao acidente vascular cerebral (o popular derrame cerebral).

Juntos ou separados, tais fatores de risco formam uma cadeia de hábitos nocivos, onde um acaba levando ao outro. Na base está o sedentarismo e a má alimentação. Ambos levam à obesidade e também a outros três inimigos do coração: hipertensão, diabetes e dislipidemia (colesterol alto). O quarto inimigo é o tabagismo.

O único inimigo que independe da alimentação é o tabagismo. Os demais têm relação direta com a alimentação, sendo agravados pelo sedentarismo.

“A iniciativa visa alertar a sociedade sobre a importância de se prevenir os fatores de risco para o coração, em mulheres e homens”, destaca a cardiologista Alayde Rivera, que abriu a campanha no encontro desta semana do Grupo de Envelhecimento Ativo da Santa Casa de Maceió (Geasc).

9 de março de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *