14 de abril de 2018

HPV também é fator de risco para o câncer bucal

Relação sexual de risco é um perigo para homens e mulheres

Os fatores de risco clássicos do câncer de boca são o fumo e o consumo de bebidas alcoólicas, porém, nos últimos anos, tem havido um aumento na incidência da doença associado ao vírus sexualmente transmissível HPV (papilona vírus humano) por meio do sexo oral.

Neste sentido, as autoridades de saúde do País iniciaram campanhas de vacinação entre crianças de 11 a 15 anos incompletos, já que mais da metade dos jovens brasileiros entre 16 e 25 anos possuem algum tipo de HPV. E, em 38,4% deles, são de subtipos de alto risco, mais associados a câncer. A vacina imuniza também contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, diretamente ligados ao HPV.

Lábios em risco

Outro fator do risco para o câncer de boca é a exposição dos lábios aos raios UVA e UVB. Sem o uso de um protetor solar adequado, essa radiação solar torna-se um fator de risco extra.

“Por ser uma doença ligada ao estilo de vida, a melhor prevenção é evitar os fatores de risco”, diz a odontóloga Fernanda Mota. De acordo com ela, a higiene bucal é uma forte aliada no combate à doença, assim como os hábitos alimentares. Alimentação com bebidas a altas temperaturas, como é o caso do consumo regular de chimarrão, no Sul do País, também é um fator de risco.

Além de evitar tais fatores de risco, ela recomenda a escovação dos dentes após as refeições, o uso do fio dental e a consulta periódica ao dentista.

14 de abril de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *