13 de maio de 2018

Como saber (e o que fazer?) se uma criança aspirou um objeto estranho

Movimento para ajudar a expulsar corpo estranho em adultos e crianças maiores de um ano

Qualquer material pode se tornar um corpo estranho no sistema respiratório. Mas, como saber se um acidente como esse ocorreu com o seu filho? Por meio do engasgo, que ocorre quando a criança está comendo ou quando está com um objeto na boca.

A aspiração também deve ser considerada quando ocorre o primeiro quadro súbito de chiado no peito em crianças sem casos de alergia na família.

“Tosse persistente espasmódica, chiado no peito, falta de ar súbita e rouquidão são sinais sugestivos de que pode ter ocorrido aspiração de corpo estranho.

Quando, além desses sintomas, ocorre lábios e unhas arroxeadas e desfalecimento, a morte por asfixia é iminente”, comenta o cirurgião Wander Mattos Cardoso.

Nessas situações, deve-se adotar os procedimentos detalhados no box abaixo, como a manobra de Heimlich. Em ocorrências como esta, onde as vias áreas são totalmente obstruídas, o tempo é essencial, pois sem oxigenação o paciente pode apresentar sequelas ou vir a óbito.

O que fazer em caso de obstrução total das vias aéreas

Nos casos de obstrução parcial das vias aéreas, não se deve fazer nada em casa. O ideal é levar o paciente a um serviço de saúde para o tratamento adequado.

Agora, quando ocorre a obstrução total das vias aéreas e a criança não consegue esboçar qualquer som, está com sinais de asfixia, falta de ar e até com os lábios arroxeados, deve-se adotar os procedimentos a seguir:

⊕ Maiores de um ano e adultos: manobra de Heimlich, que consiste em compressões abaixo das costelas, com sentido para cima, abraçando a criança por trás, até que o corpo estranho seja deslocado da via aérea para a boca e expelido.
⊕ Menores de um ano: 5 percussões com a mão na região das costas, com a criança com a cabeça virada para baixo, seguida de 5 compressões na frente, até que o corpo estranho seja expelido ou a criança torne-se responsiva e reaja.
⊕ Se você conseguir visualizar o corpo estranho na boca: deve-se retirá-lo com cuidado, mas não se deve ir às cegas com o dedo na boca, pois pode provocar lesões na região ou empurrar o corpo estranho para regiões mais baixas e piorar o quadro de obstrução.

Fazer cinco vezes em cada posição

13 de maio de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *