8 de março de 2019

Mulheres e homens ganham os mesmos salários na Santa Casa; elas são 74% dos colaboradores

Confira as principais notícias nesta reportagem:

  • Homenagens pelo Dia Internacional da Mulher
  • Gratidão à equipe da Santa Casa Rodrigo Ramalho
  • Mulheres e homens têm os mesmos salários na Santa Casa
  • Elas representam 74% dos colaboradores do hospital
  • Intervalo entre cirurgias cai para 23 minutos
  • Santa Casa possui acervo com 30 mil instrumentais cirúrgicos
  • Hospital investe em modernos equipamentos cirúrgicos

O Almoço com o Provedor desta semana reuniu lideranças e colaboradores vinculados à Superintendência de Produção Assistencial e Suprimentos com atuação na Linha Cirúrgica da Santa Casa de Maceió. Participaram as equipes do centro cirúrgico e da central de esterilização.

Junto com o provedor Humberto Gomes de Melo e sua esposa, Rosinete Mendonça de Melo, estiveram presentes os superintendentes Carlos André de Mendonça Melo (Engenharia e Infraestrutura) e Severino Moura (Produção Assistencial e Suprimentos), além do gerente Sílvio Melo (Gestão de Pessoas).

Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, o provedor Humberto Gomes de Melo prestou uma homenagem a sua esposa Rosinete Mendonça de Melo, que sempre esteve ao seu lado ao longo de toda a sua vida pública e que agora presta um trabalho voluntário no Serviço de Psicologia Hospitalar, e à gestora da Linha Cirúrgica, Nair Barbosa Gusmão, que recebeu uma salva de palmas pelo trabalho que vem desempenhando neste segmento.  Nair agradeceu a sua equipe e a confiança dos gestores da Santa Casa depositada em seu trabalho.

O superintendente Severino Moura afirmou que Nair vem conseguindo manter um clima organizacional em sua equipe e o respeito da classe médica que atua no centro cirúrgico, procurando sempre investir em melhorias usando indicadores.

Um deles foi a redução no índice de ociosidade nas salas cirúrgicas: “Conseguimos abaixar de 80 minutos para apenas 23 minutos o tempo entre a saída de um paciente da sala cirúrgica e a entrada de outro. O resultado tem impacto positivo tanto para os profissionais, que realizam mais cirurgias, como para as contas do hospital.

Rodrigo Ramalho

Homenageou também o coordenador da segurança Luís Carlos pela gratidão expressa nas redes sociais à equipe da Santa Casa Rodrigo Ramalho. Seu agradecimento público foi dirigido aos profissionais que atuam com dedicação e humanidade naquela unidade de assistência a pacientes  oncológicos, onde uma parente de Luís Carlos faleceu recentemente.

“O que poderia ser um espaço de tristeza é motivo de encantamento, porque tanto pacientes quanto familiares sabem que estão recebendo o melhor tratamento que a medicina pode oferecer para uma melhor qualidade de vida do paciente”, disse o provedor.

Na Santa Casa não há diferença de salários entre homens e mulheres 

O provedor Humberto Gomes de Melo lembrou que na Santa Casa de Maceió homens e mulheres possuem o mesmo nível salarial. “E não podia ser diferente. Hoje, 74% de nosso quadro funcional é composto por mulheres, distribuídas em cargos de gerência, gestoras, coordenadoras, supervisoras e tanto na linha de frente da assistência como nas áreas de apoio”, comentou.

Todos os superintendentes e gerentes presentes se revezaram nas homenagens às colaboradoras, mas a psicanalista Rosinete Mendonça de Melo foi quem deixou, talvez, a mensagem mais impactante: “Não estamos competindo com homens; não precisamos provar nada a ninguém. Cada um é importante para o trabalho do outro, sempre atuando com harmonia e dedicação. Lembrem-se: cada um tem o seu lugar”, alertou a psicanalista.

Durante o encontro o provedor fez um lembrete importante, dirigido não apenas aos colaboradores que registram os procedimentos e solicitam a remuneração às operadoras, mas a todos profissionais do hospital, o que inclui médicos, enfermagem, equipe multiprofissional e equipes das áreas de apoio.

“Nossa receita para cobrir os déficits deixados pelo SUS, para pagar salários e continuar investindo no hospital vem das operadoras de saúde. Cada vez que ocorre um registro errado que vem a glosar (suspender) a remuneração, cada vez que os fluxos com as operadoras não são seguidos, cada vez que ocorre desperdício de recursos, é menos receita para manter o hospital, então, todos devem dar sua contribuição”, acrescentou.

Santa Casa possui acervo com 30 mil instrumentais cirúrgicos

O volume de investimentos em instrumentais cirúrgicos vem crescendo na Santa Casa de Maceió e dará um salto em breve quando entrar em funcionamento o sistema de rastreamento, que ampliará o controle sobre este tipo de ferramental.

“Hoje temos um volume de investimentos que nos permite ter um acervo que totaliza 30 mil instrumentais distribuídos em três centros cirúrgicos, mas a ampliação do número de procedimentos e de sua complexidade exige mais investimentos e a racionalização por meio do agrupamento de procedimentos em um mesmo centro cirúrgico”, disse o superintendente Carlos André.

Santa Casa investe em modernos equipamentos cirúrgicos

O superintendente Carlos André (Engenharia e Infraestrutura) aproveitou o encontro para fazer o anúncio de dois investimentos importantes na Linha Cirúrgica. Chegou esta semana na Santa Casa matriz dois modernos arcos cirúrgicos avaliados em R$ 200 mil cada, o que elevou para três o número de equipamentos deste tipo no hospital.

Outra novidade foi a aquisição de um dos mais modernos equipamentos do mundo em se tratando de videoartroscopia. Trata-se do segundo instalado no Nordeste. Ao relatar a importância do investimento, o ortopedista Helio Ribeiro afirma que sempre nutriu o sonho de ter esta tecnologia no Brasil, uma vez que utilizou o equipamento quando fez estágio de cirurgia no ombro no Texas há sete anos. “Hoje é uma realidade para nós, na Santa Casa de Maceió”, comentou.

8 de março de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *