1 de abril de 2019

Provedor confirma depósito de antecipação de acordo salarial na folha de março

Confira alguns dos principais tópicos desta matéria:

  • Antecipação de acordo salarial
  • Apoio à equipe de manutenção na quadra chuvosa
  • Salário liberado no último dia útil do mês
  • Empenho para cobrir o déficit do SUS

Dr. Melodia no violão e o músico alagoano Gabriel no saxofone

O Almoço com o Provedor desta semana reuniu lideranças e colaboradores de diversos setores que ainda não haviam participado do encontro. Participaram profissionais do Internamento, Farmácia, Almoxarifado, Nutrição, Órtese e Prótese e do Grupo de Cateter. Um dos destaques do encontro foi a presença do Dr. Melodia abrindo o almoço. O artista esteve em Maceió levando sua musicoterapia aos pacientes da Santa Casa de Maceió.

O projeto Almoço com o Provedor nasceu do desejo do provedor Humberto Gomes de Melo em conversar diretamente com os profissionais que atuam na instituição, ouvindo deles sugestões, demandas, propostas e vivências nos mais diversos setores do hospital e das unidades externas.

Junto com o provedor Humberto Gomes de Melo estiveram presentes os superintendentes Carlos André de Mendonça Melo (Engenharia e Infraestrutura) e Severino Moura (Produção Assistencial e Suprimentos) e o gerente Sílvio Melo (Gestão de Pessoas).

O provedor justificou a ausência de sua esposa, a psicanalista Rosinete Mendonça de Melo, lembrando que ela é uma das principais entusiastas da iniciativa, mas que por motivo de viagem não poderia estar presente. Na data, inclusive, o casal comemora 55 anos de enlace matrimonial.

Em sua fala o provedor Humberto Gomes de Melo saudou a iniciativa do musicoterapeuta Alan Cruz, conhecido como Doutor Melodia, que esteve na capital alagoana para trazer o projeto social Remédio Musical. O artista leva sua música a hospitais, creches, casas de idosos e instituições do Distrito Federal, onde reside. Periodicamente viaja pelo País apresentando o seu trabalho. Na abertura do Almoço com o Provedor o músico compartilhou parte de seu repertório.

O provedor aproveitou o encontro para anunciar a antecipação, em folha salarial, dos 4% do acordo proposto pelo Sindicato dos Hospitais antes mesmo que seja formalizado o acordo entre as entidades que representam os hospitais e os trabalhadores.

Ele também enfatizou que naquela sexta-feira (29) estava cumprindo, mais uma vez, o compromisso que firmou junto aos colaboradores – e para si mesmo – quando assumiu o cargo de provedor: pagar salários sempre no último dia útil do mês. Este empenho fazia daquela sexta-feira um dia de movimentação para os colaboradores no tocante a receber seus salários e honrar seus compromissos financeiros.

“Vocês não fazem ideia do esforço que representa manter este compromisso todos os meses. Poucas empresas no País pagam dentro do mês trabalhado. Poucas empresas arcam com 80% do plano de saúde e os colaboradores 20%. Poucas empresas lutam para que os reajustes anuais do plano de saúde não pesem demais sobre seus funcionários. Nós fazemos isso na Santa Casa, mesmo com os prejuízos que temos de assumir por causa da deficitária Tabela SUS, que remunera mal hospitais e médicos”, disse o provedor.

Ele lembrou que em 2017 a instituição teve de cobrir o déficit de R$ 37 milhões deixado pelo SUS e que em 2018 esperava algo pouco acima dos R$ 40 milhões. O valor fechado esta semana pela contabilidade surpreendeu e alcançou os R$ 51 milhões.

Ao cobrir o déficit do Sistema Único de Saúde o hospital deixa de investir na ampliação do atendimento ao próprio SUS e precisa redobrar seus esforços para racionalizar recursos, evitar desperdícios e ampliar as receitas de convênios e particulares, que ajudam a cobrir o déficit e a manter a saúde financeira da instituição.

Outro destaque do encontro foram os relatos de colaboradores e lideranças sobre a trajetória de cada um na empresa e as oportunidades de ascensão profissional. Alguns ingressaram no estágio não obrigatório, outros como menor aprendiz e aqueles que começaram em funções de nível básico e hoje estão em cargos de nível superior.

Para cada relato, o estímulo do provedor, dos superintendentes e do gerente de Gestão de Pessoas: estudar, estudar, estudar, continuar se aperfeiçoando, empenhando-se em suas funções, desenvolvendo seus talentos e participar das seleções internas.

Um pedido do provedor Humberto Gomes de Melo foi oportuno agora no início da quadra chuvosa.

“O período de chuvas nos permite identificar não conformidades na estrutura física. Por isso, peço o apoio de todos para que informem à equipe de manutenção eventuais sinais de falhas na impermeabilização e outras ocorrências em pisos, portas, fechaduras etc. Sejam os olhos e ouvidos da gestão, desliguem equipamentos como ar condicionado e lâmpadas que estejam ligados desnecessariamente”, pediu o provedor.

 

1 de abril de 2019