15 de agosto de 2019

Santa Casa de Misericórdia de Maceió homenageia pacientes no Dia dos Pais

No Dia dos Pais, domingo (11), a Santa Casa de Misericórdia de Maceió promoveu momentos de alegria e emoção para seis pais que estão internados na instituição há mais de 15 dias. As equipes de Humanização, Enfermagem, Serviço Social, Psicologia, Nutrição e Médica participaram das ações do Dia do Desejo que foram realizadas nas unidades Sampaio Marques, Osvaldo Brandão e São Joaquim e Santa Ana.

Paulo Monteiro dos Santos, de 81 anos, é natural de Monteirópolis

Neste primeiro ano da ação, foram escolhidas três unidades estratégicas da instituição que atendem pacientes com convênio particular e SUS: as linhas Cardíaca, Oncológica e Geriátrica. As histórias são diferentes, mas todas têm como ponto em comum o atendimento na Santa Casa de Maceió.

O som da sanfona era contagiante. A cada quarto visitado, Miguel Gouveia, o Galeguinho do Forró, encantava os pacientes, familiares e colaboradores. Acompanhado por seus pais, Clilton e Crisley Gouveia, e sua irmã Clara, aos 12 anos, o menino, escolheu a dedo o repertório para homenagear os pais internados na instituição.

Paulo Monteiro dos Santos, de 81 anos, foi um dos mais felizes com a ação. Internado desde julho na Geriatria da Santa Casa de Maceió, natural de Monteirópolis, ele queria canjica e ouvir o som de um sanfoneiro. Foi prontamente atendido.

Neli da Silva, esposa do paciente, ficou encantada com a iniciativa do hospital. “Eu nem esperava por isso, para falar a verdade eu não sabia que existia tanta gente desempenhando esse papel. Só a Santa Casa de Maceió mesmo para fazer isso. Em outro lugar, não sei se é assim. Já passei muitas vezes por outros hospitais, mas aqui me surpreendeu. Nem tenho palavras para agradecer. Foi uma maravilha”, disse ela.

Albérico Barros de Menezes recebeu alta na segunda (12)

Albérico Barros de Menezes, de 77 anos, chegou à Santa Casa de Maceió no dia 23 de julho e, ao som de “Tocando em frente”, de Almir Sater, foi homenageado por seu filho, nora e os colaboradores da instituição. “A homenagem foi muito animadora, principalmente para aqueles que estão convalescendo, como eu, que estava desanimado. Gostei muito”, disse o paciente que teve alta na segunda-feira (12).

Aristóteles João dos Santos tinha o desejo de receber a visita da esposa

O Dia dos Desejo, iniciativa da Humanização da Santa Casa de Maceió, realizou desejos bem especiais, como o de Aristóteles João dos Santos. Ele passa longos períodos internado e sentia muita falta da esposa, que é cadeirante, reside em Coruripe e não tem como visitá-lo. O desejo de seu Totinha, como é conhecido, era tê-la por perto no Dia dos Pais. O sonho foi realizado pela equipe da Santa Casa de Maceió.

Aristóteles tem 81 anos e está internado no Hospital Sampaio Marques desde o início de julho. “Os filhos ficaram alegres, e ele ainda mais com a surpresa. Não é sempre que um hospital recebe uma multidão de familiares. Sempre são dois ou três que o visitam, e neste dia veio a família quase completa: filhos, netos, sobrinhos”, disse Rosivaldo Correia.

Carlos Douglas completou dizendo que o momento serviu para reforçar o amor que a família tem por seu pai. “Queríamos passar para ele que não está só nesta batalha. Não existe família perfeita, mas estamos dando o nosso melhor. Cada um tem seu compromisso, mas o que podemos fazer para passar positividade para ele, fazemos”, disse.

Francisco Gelson Albuquerque Lopes recebeu uma flor e o carinho de seus familiares

Desde maio deste ano, Francisco Gelson Albuquerque Lopes, de 78 anos, está internado no Hospital Sampaio Marques. Ele, que faz diálise, pediu uma torta doce ou pudim, e também uma flor. Sua família marcou presença na homenagem protagonizando momentos de muita emoção.

“É muito gratificante pelo dia em homenagem a um pai, amigo e meu companheiro. Por estamos há muitos dias aqui, e praticamente nos tornamos uma família entre os colaborares e os médicos. Esse elo é muito importante. Este domingo foi um presente, tanto para mim como filho, como para meu pai. Agradeço essa homenagem que foi feita com tanto carinho”, disse seu filho, Nemésio Paranhos.

Período longo

Ademilton Bastos de Morais está há mais de cem dias no Hospital Osvaldo Brandão

Cem dias de internação. Esse é o tempo que o senhor Ademilton Bastos de Morais está no Hospital Osvaldo Brandão. Aos 46 anos, pai de dois filhos, seu desejo era poder ir à missa e comer um doce. “Fiquei muito feliz com a homenagem. É gratificante para quem está internado, fora de casa, poder ver uma animação como essa dentro do hospital. Agradeço muito a todos”, disse seu Ademilton.

Se cem dias parece muito, imagine estar há mais de um ano internado num hospital. Roque Bernardo dos Santos, de 55 anos, chegou à Santa Casa de Maceió em junho do ano passado. Ele só saiu para o enterro do neto. Depois retornou para seguir com seu tratamento. O Dia dos Pais, para ele, teve gosto de infância.

Roque Bernardo dos Santos, que está há mais de um ano internado, recebeu o carinho da coordenadora da Enfermagem, Daniela Broad e toda a equipe

“Homenagem é sempre bom. A equipe do hospital cuida muito bem de mim, os médicos e as enfermeiras. Às vezes arrumo uma briga com uma, mas é coisa minha (risos). No sábado fez um ano que estou aqui. Agora vou comer minha pipoquinha”, disse seu Roque.

Homenagens

O sanfoneiro Galeguinho do Forró com seus pais, a gestora administrativa da Superintendência de Engenharia e Infraestrutura (Humanização) da Santa Casa de Maceió, Taciana Gomes, e os pacientes da Santa Casa Rodrigo Ramalho

As ações para o Dia dos Pais não se resumiram às três unidades previamente selecionadas. Miguel Gouveia, o Galeguinho do Forró, passeou pelos corredores da Santa Casa Rodrigo Ramalho, levando mais leveza para o dia dos pacientes e seus acompanhantes.

“Meu pai faleceu há dois meses. Entendemos que essa era uma boa oportunidade para retribuirmos todo o carinho que ele recebeu enquanto estava sob os cuidados da instituição”, disse a mãe do músico, Crisley Gouveia.

 

 

15 de agosto de 2019