12 de setembro de 2019

Oncologia Pediátrica da Santa Casa Farol ganha Sino da Esperança

Para celebrar as etapas vencidas no tratamento contra o câncer, a Santa Casa Farol inaugurou, na manhã desta terça-feira (09), o Sino da Esperança, uma iniciativa da Rede Feminina de Combate ao Câncer, dentro do Setembro Dourado, que vai apoiar os pacientes mirins atendidos na Pediatria Oncológica da instituição.

Sino da Esperança, iniciativa da Rede Feminina de Combate ao Câncer , instalado na Santa Casa Farol

A ação busca trazer alegria para os pacientes em tratamento e seus familiares. “Para nós é uma alegria que não dá nem para descrever. Quando vimos o sucesso que o instrumento teve entre os adultos da Casa de Apoio Lenita Vilela, inaugurado no ano passado durante o Outubro Rosa, pensamos no sino para a pediatria. Dá para ver a felicidade nas crianças e pais emocionados. Há um envolvimento de todos, dos pacientes, da família, dos profissionais da Santa Casa Farol e de nós da Rede Feminina”, disse a presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Maria Helena Lessa.

Deputada estadual Fátima Canuto, o provedor Humberto Gomes de Melo e a presidente da Rede Feminina, Maria Helena Lessa

“É uma alegria diante de todas as dificuldades que a Santa Casa de Misericórdia de Maceió enfrenta para poder atender a quantidade de pacientes do SUS com câncer Quando nós chegamos aqui e vemos a satisfação e a felicidade das voluntárias da Rede Feminina e a alegria das crianças no tratamento que estão recebendo, isso nos deixa, realmente, satisfeitos. Temos que agradecer a Deus por nos dar a oportunidade de podermos fazer esse trabalho para os que mais precisam”, destacou o provedor da Santa Casa de Maceió, Humberto Gomes de Melo.

Segunda a gestora da Linha Oncológica da Santa Casa de Maceió, Aishá Góis, não se pode falar em oncologia pediátrica, sem falar em esperança. “Precisamos pensar nessas crianças como futuro. Temos uma taxa de cura muito alta, superior a 70%, então consideramos que é preciso ter muitos investimentos, diagnóstico precoce, e o sino é um momento de esperança e vem, justamente, para chamar a atenção para o Setembro Dourado. Queremos que as crianças se divirtam batendo o sino ao final do tratamento com uma possível cura, mas, principalmente, que sempre que tiverem um momento difícil, como os super heróis que são, estão livres para bater o sino”, disse.

Setembro Dourado

O mês de setembro é tradicional e mundialmente conhecido por intensificar o movimento de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil. Atualmente, o câncer na criança e no adolescente representa de 1% a 3% de todos os casos de câncer diagnosticados no Brasil, sendo estimado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) a ocorrência de mais de 12 mil novos casos ao ano na faixa etária de zero a 19 anos.

 

12 de setembro de 2019