6 de janeiro de 2020

Após 39 anos de aposentadoria, ex-colaboradora visita Santa Casa de Maceió

Um dos sonhos de dona Odete Pereira Silva era voltar à Santa Casa de Misericórdia de Maceió e rever o prédio onde trabalhou por 30 anos. Em 1980 ela foi aposentada e se desligou do quadro de funcionários, mas os bons momentos vividos na instituição nunca saíram de sua mente.

Dona Odete Pereira Silva foi recepcionada pelo provedor Humberto Gomes de Melo, membros da diretoria e alguns dos colaboradores mais antigos da Santa Casa de Maceió

Após o contato da família, a visita aconteceu no dia 27 de dezembro e foi organizada pelo Serviço de Humanização do hospital, que convidou alguns dos colaboradores mais antigos para recepcionar dona Odete no dia em que comemorava 90 anos de vida.

O provedor Humberto Gomes de Melo lembrou que a ação faz parte do trabalho de humanização implantado no hospital. “O desejo de dona Odete mostra a importância que a instituição teve em sua vida. Queremos estar mais próximos de quem nos procuram, por isso investimos na humanização do atendimento. Que Deus continue a abençoando”, disse o gestor, que entregou uma réplica da ficha de admissão a ex-colaboradora.

Um dos sonhos de dona Odete Pereira Silva era voltar ao local onde trabalhou por 30 anos

Para o superintendente de Engenharia e Infraestrutura da instituição, Carlos André de Mendonça Melo, é importante poder receber pessoas que contribuíram tanto para o crescimento da Santa Casa de Maceió. “Dona Odete está afastada da instituição há 39 anos, mas passou 30 anos trabalhando aqui, de onde ela tem o único registro na carteira de trabalho. Ficamos felizes de realizar seu sonho de voltar ao hospital. Temos como objetivo fazer com que as pessoas que trabalharam aqui dentro, os atuais colaboradores e os clientes que atendemos se sintam bem. Esse é o papel que tentamos desempenhar para humanizar cada vez mais a Santa Casa de Maceió”, destacou.

Acompanhada por seu filho, sua nora e neta, dona Odete agradeceu o carinho com o qual foi recebida. “Obrigada, que Deus abençoe a todos. É um momento de alegria”, disse a ex-colaboradora.

Visita aconteceu no dia em que a ex-colaboradora comemorava 90 anos

Nos 30 anos em que trabalhou na instituição, ela passou pelos serviços gerais, copa e berçário. “Foi uma alegria ter trazido minha mãe, no dia do seu aniversário, a esta instituição centenária. Eu cresci vendo ela trabalhar no hospital. Naquela época era possível acompanhá-la, pois minha mãe não tinha com quem me deixar e as freiras que administravam a Santa Casa de Maceió autorizavam que eu a acompanhasse. Muitas vezes ficava na capela, estudando. Quando passou a trabalhar na copa, ia com ela entregar a comida nos quartos. Fiquei triste quando não pude mais acompanha-la, pois estava no berçário e não era permitida a entrada de crianças”, lembrou o tenente coronel Francelino, filho de dona Odete.

Com 168 anos de fundação, a Santa Casa de Maceió possui em seus quadros funcionais, colaboradores com mais de 50 anos de trabalho. Maria Bernadete de Oliveira Silva está há 41 anos na instituição. Atualmente trabalha no Centro Cirúrgico do Hospital Álvaro Peixoto e foi uma das colaboradoras mais antigas a recepcionar a ex-colega. “Entrei dois anos antes dela sair. O hospital era bem menor do que hoje, então lembrei dela quando a vi chegar. É uma honra trabalhar esses anos todos aqui na Santa Casa de Maceió. Quem sabe eu chego na idade dela, peça para voltar e me receberem como a recebemos agora?”, disse, animada.

 

 

6 de janeiro de 2020