14 de dezembro de 2020

Pesquisa da Santa Casa de Maceió é premiada pela Anvisa

Trabalho melhora a oxigenação de pacientes graves com Covid-19

Os desafios enfrentados durante o auge da pandemia da Covid-19 incentivaram a busca por formas mais eficientes de tratamento e acolhimento de pacientes acometidos pelo vírus. A Gerência de Riscos e Práticas Assistenciais da Santa Casa de Maceió enviou 15 trabalhos para o 18º Encontro Nacional da Rede Sentinela da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), realizado no mês de novembro, em Brasília. Como resultado, a instituição teve todos os projetos aprovados e um deles ficou entre os três melhores do país.

Trabalho melhora a oxigenação de pacientes graves com Covid-19

“Foi um momento de grande satisfação para nós da área assistencial, pois durante esse período da pandemia tivemos a contribuição de vários profissionais que desenvolveram trabalhos inéditos para o enfrentamento da doença, bem como de adequação a essa nova situação que ainda estamos vivenciando. A situação é muito diferente do habitual. Costumávamos ter pacientes isolados no hospital por um tempo muito baixo, mas, nas atuais circunstâncias, devido à covid-19, tivemos mais de 80% dos nossos pacientes em situação de isolamento no pico da pandemia. Observamos muitas situações e, além de garantir a segurança do paciente e do profissional no atendimento, primamos pelo acolhimento e humanização assistencial”, disse Maria Tereza Tenório, gerente de Riscos e Práticas Assistenciais da instituição.

Produzido pelo Serviço de Fisioterapia da Santa Casa de Maceió, “Relato de experiência da manobra de posição prona no paciente com insuficiência respiratória por covid-19”, que trata da melhora da oxigenação no paciente grave, ficou entre os três melhores num universo de mais de 50 trabalhos apresentados por hospitais de várias partes do Brasil. Seguindo as orientações de distanciamento social, no dia 27 de novembro, a fisioterapeuta Fabrícia Jannine Torres Araújo representou o hospital e defendeu o projeto durante o Encontro Nacional que tem a parceria do Hospital Sírio-Libanês. Apenas os palestrantes dos trabalhos selecionados estiveram presencialmente no evento, que foi transmitido para todo Brasil via internet.

Outros três trabalhos da Santa Casa de Maceió também ganharam destaque e foram apresentados durante reunião mensal da ANVISA da Rede Sentinela, no último dia 8, pelos Serviços de Psicologia e de Nutrição, e por representantes do Serviço Social da instituição, diretamente das instalações do hospital alagoano.

Entre os temas abordados nos 15 trabalhos enviados à ANVISA, a equipe multidisciplinar tratou de questões importantes, como o atendimento remoto nas áreas de psicologia para pacientes e seus familiares, bem como da adaptação do serviço, na área de Serviço Social, quando o paciente não conseguia receber o teleatendimento.

“Os trabalhos foram muito elogiados e a instituição recebeu muitas referências da ANVISA, que parabenizou o hospital pela performance. Durante a auditoria recente da QMentum esse zelo com o material humano já havia sido destacado”, finalizou Maria Tereza Tenório.

14 de dezembro de 2020