18 de janeiro de 2021

DESGASTE NO QUADRIL | Evolução de técnicas cirúrgicas oferece recuperação mais rápida

Diagnóstico precoce do problema ajuda na escolha do melhor tratamento

O quadril é a articulação formada por uma porção do osso da coxa (cabeça do fêmur) e uma porção do osso da pelve (cavidade acetabular). Entre os problemas mais comuns na região está a artrose clássica, que acomete, normalmente, indivíduos mais velhos, chegando a estar presente em cerca de 10 a 20% da população acima de 60 anos. A Santa Casa de Maceió é uma das referências no tratamento cirúrgico da doença, aperfeiçoando, ao longo de mais de uma década, as técnicas empregadas em Alagoas.

Hilton Barros, especialista em cirurgia do quadril

Dentre as causas de dor articular no quadril está a osteoartrite, que é o desgaste na articulação. Ela pode acontecer por causas secundárias, como doenças metabólicas, doenças reumatológicas (lúpus e artrite reumatoide) e doenças do sangue (anemia falciforme), como também por causa mecânica. “Tentamos postergar ao máximo a necessidade de uma cirurgia, por isso a importância de um diagnóstico precoce. Por vezes, as causas do incômodo na região se iniciam na coluna e se refletem no quadril. A avaliação deve ser feita por um médico com formação e atuação na área de cirurgia do quadril, que vai escolher quais as melhores medidas de tratamento. Esta semana, por exemplo, vamos fazer uma vídeoartrocospia de quadril em um paciente jovem com uma deformidade, que, sem a cirurgia, evoluiria para um desgaste no quadril. O procedimento é menos agressivo, e realizado com tecnologia 4k disponível no hospital”, explicou o médico Ortopedista da Santa Casa de Maceió e membro da Comissão de Educação Continuada – Diretoria Nacional da Sociedade Brasileira de Quadril, Hilton Barros.

Planejamento é feito pelo cirurgião ainda no consultório

Em casos mais avançados, alguns pacientes precisam passar por uma artroplastia total com a colocação de prótese. “As técnicas atuais, o cuidado da equipe e a estrutura hospitalar que temos nos permite excelentes resultados. Fazemos esse procedimento na Santa Casa de Maceió há doze anos, e o tempo de internação e a necessidade de transfusão sanguínea estão cada vez menores. Temos pacientes que conseguem ter alta com 24-48 horas. Quem tem uma prótese de quadril costuma levar uma vida com uma boa qualidade no pós-operatório, pois a cirurgia tira o quadro de limitação e dor, permitindo ao paciente realizar suas funções com mais conforto, até mesmo atividades físicas de baixo impacto”, afirma o especialista.

O planejamento da cirurgia de quadril é o passo mais importante para que o procedimento ocorra com segurança. “Ainda no consultório, desenhamos toda a cirurgia. É nesse momento que é possível tirar todos os dados da condição do paciente e planejar o tamanho da prótese que será usada, a técnica e o tipo de prótese que mais se adéqua ao seu caso. Isso ajuda a diminuir o tempo no centro cirúrgico e oferece menos agressão ao paciente”, finalizou Hilton Barros.

18 de janeiro de 2021